sábado, 26 de maio de 2012



EMEF Profº Fernando Pantaleão
   Língua Portuguesa – Revisão – 8º Ano – 2º Bimestre /2012          

  Texto Prescritivo e Texto Injuntivo

                Vamos  retomar aqui  uma modalidade de gênero muito comum a todos nós, cuja finalidade discursiva cumpre o papel de nos instruir acerca de um determinado assunto. Dessa forma, há dois tipos de texto que serão retratados aqui, com o intuito de explicar as características que os demarcam. São eles: o texto prescritivo e o injuntivo. Embora dotados de aspectos distintos, o texto prescritivo e o texto injuntivo apresentam natureza instrucional.
                O chamado texto prescritivo, que nos remete à noção de prescrever, trata-se de algo que deve ser cumprido à risca, cujas instruções são inquestionáveis, ou seja, devemos segui-las ao “pé da letra”, digamos assim. Trata-se, pois, de uma imposição de natureza coercitiva, cujos exemplos se manifestam por:

* As cláusulas regidas mediante um dado contrato;
* As regras proferidas mediante os pressupostos gramaticais;
* As instruções manifestadas na maioria dos editais de concursos públicos;
* Os discursos revelados nos artigos da Constituição ou do Código de Processo Penal.

                Já o chamado texto injuntivo, de semelhante finalidade (instrução), já não apresenta esse caráter coercitivo, haja vista que apenas induz o interlocutor a proceder desta ou daquela forma. Assim, torna-se possível substituir um determinado procedimento em função de outro, como é o caso do que ocorre com os ingredientes de uma receita culinária, por exemplo. São exemplos dessa modalidade:

* A mensagem revelada pela maioria dos livros de autoajuda;
* O discurso manifestado mediante um manual de instruções;
* As instruções materializadas por meio de uma receita culinária.

TEXTOS PRESCRITIVOS E INJUNTIVOS

FUNÇÃO

• Regular com precisão o comportamento humano para realização de algum objetivo.

MODELOS

• Instruções escolares.
• Receitas culinárias.
•  Regulamentos, códigos, normas: jogo, de comportamento, etc.
•  Instruções de manejo de materiais, aparelhos,etc
 • Instruções para realização de trabalhos manuais, etc.

CONTEÚDOS

• Explicação detalhada de como fazer determinada tarefa.
• Presença de gráficos e sinais para ilustrar o conteúdo.

FORMATO

• Texto em prosa diferenciado graficamente do restante do texto (por exemplo, da enumeração de materiais necessários).
• Uso de formas de ordenação e esquematização: numeração dos passos a serem seguidos, roteiros, etc.

GRAMÁTICA

. Frases curtas e precisas. Uso léxico específico do tema, especialmente verbos de ação.
• Uso de formas impessoais no presente ou na 2ª pessoa no imperativo.
• Importância de partículas temporais para ordenar a sequencia de ações.

PROCEDIMENTOS DE LEITURA

• Uso de imagens, gráficos e ilustrações como complemento da informação textual.
• Identificação das etapas do processo temporal (o que é primeiro, o seguinte, etc.)
• Identificação e compreensão dos verbos de ação.
• Procedimentos de consulta no decorrer da realização da tarefa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário