sábado, 25 de abril de 2015

Estudo textual

EMEF Prof Fernando Pantaleão

Atividade de Leitura e Análise textual - 7o. Ano - 1º Bimestre 2015

                                                   Tormento não tem idade

                                                                                                              (Moacyr Scliar)

- Meu filho, aquele seu amigo, o Jorge, telefonou.
- O que é que ele queria?
- Convidou você para dormir na casa dele, amanhã.
- E o que é que você disse?
- Disse não sabia, mas que achava que você iria aceitar o convite.
- Fez mal, mamãe. Você sabe que odeio dormir fora de casa.
- Mas, meu filho, o Jorge gosta tanto de você...
- Eu sei que ele gosta de mim. Mas eu não sou obrigado a dormir na casa dele por causa disso, sou?
- Claro que não. Mas...
- Mas o que, mamãe?
- Bem, quem decide é você. Mas, que seria bom você dormir lá, seria.
- Ah, é? E por quê?
- Bem, em primeiro lugar, o Jorge tem um quarto novo de hóspedes e queria estrear com você. Ele disse que é um quarto muito lindo. Tem até tevê a cabo.
- Eu não gosto de tevê.
- O Jorge também disse que queria lhe mostrar uns desenhos que ele fez...
- Não estou interessado nos desenhos do Jorge.
- Bom. Mas tem uma coisa...
- O que é, mamãe?
- O Jorge tem uma irmã, você sabe. E a irmã do Jorge gosta muito de você. Ela mandou dizer que espera você lá.
- Não quero nada com a irmã do Jorge. É uma chata.
- Você vai fazer uma desfeita para a coitada...
- Não me importa. Assim ela aprende a não ser metida. De mais a mais, você sabe que eu gosto da minha cama, do meu quarto. E, depois, teria de fazer uma maleta com pijama, essas coisas...
- Eu faço a maleta para você, meu filho. Eu arrumo suas coisas direitinho, você vai ver.
- Não, mamãe. Não insista, por favor. Você está me atormentando com isso. Bem, deixe eu lhe lembrar uma coisa, para terminar com essa discussão: amanhã eu não vou a lugar nenhum. Sabe por que, mamãe? Amanhã é meu aniversário, você esqueceu?
- Esqueci mesmo. Desculpe, filho.
- Pois é. Amanhã estou fazendo 50 anos. E acho que quem faz 50 anos tem o direito de passar a noite em casa com sua mãe, não é verdade?

Estudo do Texto

1) O texto é um diálogo entre dois personagens. Quem são eles?

2) Leia esta fala: “Eu faço a maleta para você, meu filho. Eu arrumo suas coisas direitinho, você vai ver”. Por esta fala, o leitor pensa que o filho tem aproximadamente quando anos?

3) A mãe usa vários argumentos para tentar convencer o filho a dormir na casa do Jorge. Cite três.

4) Que justificativas o filho deu para não dormir na casa do amigo? Cite duas.

5) Transcreva a fala do texto que indica a idade do filho.

6) Por que a descoberta da idade do filho surpreende o leitor?


7) O texto retrata uma situação comum ou inusitada (incomum)? Justifique.